Apple TV+ adquire exclusividade de duas séries israelenses

A pandemia causada pelo novo coronavírus acabou afetando diversas produções e eventos na cultura pop. Com o mundo precisando cumprir medidas de precaução e segurança respeitando o distanciamento social, gravações de séries e filmes precisaram ser pausadas e terem as estreias prorrogadas, algumas delas por tempo indeterminado ou sem previsão de lançamento. Isso causou um movimento enorme nas plataformas de streaming, que agora contam com uma demanda maior para atender as pessoas que estão em casa em busca de opções de entretenimento.

Por conta da alta audiência nas plataformas de conteúdo sob demanda, alguns filmes aguardados nos cinemas perderam a data de estreia e acabaram sendo disponibilizados nesses serviços, como foi o caso de Artemis Fowl: O Mundo Secreto, Hamilton e recentemente, o live-action de Mulan para o Disney+. O Apple TV+ também não ficou de fora, e acabou abrigando Greyhound em seu catálogo, novo filme de guerra com Tom Hanks.

Aparentemente, esse movimento da Apple não parou por aí. Com praticamente todas as séries originais do catálogo sem previsão de retomada das gravações por conta da pandemia, o serviço de streaming da empresa está procurando outros meios de trazer conteúdos com seu selo para os assinantes. Então, enquanto as segundas temporadas de The Morning Show, For All Mankind, See, Servant entre outras não chegam, o Apple TV+ aproveitou para adquirir duas séries israelenses que farão parte da plataforma com exclusividade.

A primeira é Tehran, que conta a história de uma agente do Mossad que embarca em sua primeira missão como hacker de computador em sua cidade natal, Teerã. Criada por Moshe Zonder, diretor de roteiro de Fauda, disponível na Netflix, a primeira temporada conta com oito episódios ao todo, sendo que os três primeiros serão lançados mundialmente no Apple TV+ no dia 25 de setembro, e os cinco seguintes serão disponibilizados toda sexta-feira. Há rumores de que a empresa tenha encomendado uma segunda temporada.

Vale lembrar também que esse será o primeiro título da plataforma de streaming com diálogos não falados em inglês, e sim nos idiomas hebraico e persa. Já transmitida na íntegra em Israel, Tehran adquiriu boas críticas, o que traz bastante expectativas aos assinantes do Apple TV+.

Além de Tehran, o Apple TV+ adquiriu os direitos do thriller psicológico Losing Alice, que ainda não possui data de estreia no catálogo. A série também conta com oito episódios e foi criada e roteirizada por Sigal Avin, uma escritora e diretora israelense. A trama é inspirada na história de Fausto, acompanha uma ambiciosa diretora de cinema de 47 anos que fica obcecada por uma jovem roteirista feminina e eventualmente renuncia toda sua integridade moral para alcançar poder, sucesso e relevância. A história explorará ciúmes, culpa, medo do envelhecimento e erotismo.

Fonte: CanalTech

← Robôs de limpeza de painéis já economizaram 6 bilhões de litros de água Medicamento com anticorpos contra a Covid-19 é testado com sucesso em Israel →

Leave A Reply

Comments are closed