Empresa israelense, garante que suas máscaras têm proteção praticamente total contra o novo coronavírus

Newsletter 25 Jun 2020

Um tecido diferente, totalmente patenteado pela Sonovia e que tem a capacidade para matar diversos tipos de micro-organismos: é isso que a empresa israelense promete aos clientes, fazendo com que ela chame a atenção em meio ao surto de COVID-19.

De acordo com a empresa, as suas novas máscaras conseguem acabar com 99% das ameaças biológicas, tornando-as as mais eficientes e confiáveis de todo o mundo e o segredo seria a existência de zinco no tecido. Além disso, o usuário pode lavá-la com água e sabão quantas vezes quiser, significando que o uso dessa máscara é ilimitado.

Quem deu mais explicações sobre esse novo produto foi o gerente de tecnologia Liat Goldhammer. Inicialmente, as pesquisas sobre a eficiência das suas máscaras ocorreram na China, país referência em tecnologia de todos os tipos.

Agora, a ideia da Sonovia é ampliar o uso desse tecido para que ele proteja ainda mais, inclusive os profissionais de saúde. Dessa maneira, há a possibilidade de que lençóis hospitalares e aventais passem a ser confeccionados com o seu tecido especial, evitando que o coronavírus se espalhe ainda mais nos centros de saúde ou que contamine os profissionais da área.

O mundo adotou as máscaras para se proteger

Não importa qual seja o país: tornou-se comum ver pessoas andando sempre de máscara, podendo ser as cirúrgicas ou as de tecido. Agora, o que costuma chocar é ver alguém sem essa proteção no rosto, o que mostra como a pandemia de COVID-19 mudou a configuração social global.

Com o uso da máscara por todo mundo, o nível de circulação do coronavírus se torna 70% mais baixo. Vale lembrar: mesmo quem não está doente precisa criar o hábito de só sair de casa com essa proteção sobre a sua boca e o seu nariz, ajustando-a sobre ele o máximo que se conseguir.

Fonte: Jerusalem Post

← Alex Szapiro, Country Manager da Amazon Brasil participou de live da Câmara Brasil-Israel Startup israelense fornece ar limpo após o coronavírus →

Leave A Reply

Leave A Reply