Intel compra aplicativo de trânsito Moovit por US$ 900 milhões

Intel comprou a desenvolvedora israelense de aplicativos de transporte Moovit por cerca de 900 milhões de dólares para ajudá-la a criar táxis autônomos que poderão sair às ruas no início de 2022, informou a empresa nesta segunda-feira.

A Moovit permanecerá independente, enquanto sua tecnologia e os dados coletados de mais de 800 milhões de usuários em 102 países serão integrados à unidade de veículos autônomos da Intel, Mobileye.

O preço pago foi quase o dobro da avaliação de 500 milhões de dólares que a Moovit recebeu quanto captou investimentos pela última vez em 2018.

“A Moovit é uma aquisição que preenche algumas lacunas muito críticas que estamos avançando”, disse o presidente-executivo da Mobileye, Amnon Shashua, à Reuters.

O objetivo inicial, disse ele, era ter uma pequena frota de táxis sem motoristas em países como Israel, França e Coreia do Sul.

O aplicativo Moovit é popular por ajudar passageiros e turistas a encontrar o melhor caminho para um destino, mostrando rotas de transportes públicos, ciclovias e opções de caronas.

Uma vez integrado a Mobileye, o aplicativo será uma plataforma para chamar táxis autônomos e os dados em tempo real garantirão que os veículos sejam implantados em áreas de alta demanda, disse Shashua.

A Intel prevê que os táxis autônomos serão um mercado de 160 bilhões de dólares até 2030.

A decisão de comprar agora, quando grande parte da economia mundial está parada devido à pandemia de coronavírus, decorre da capacidade da Mobileye de prever com mais precisão quando sua tecnologia estará pronta, disse Shashua. E a meta é 2022.

“Para uma empresa como a Intel, que tem um plano muito ordenado de como o futuro deve se desenrolar, o coronavírus não deve ser um revés. Pelo contrário, você deve olhar para a crise e encontrar oportunidades”, disse Shashua.

A Moovit captou 133 milhões de dólares de investidores como Intel, BMW iVentures e Sequoia Capital. Em 2018, recebeu 50 milhões de dólares em uma rodada de investimentos liderada pela Intel Capital.

A Intel já fez investimentos significativos em Israel, incluindo a aquisição da Mobileye por 15,3 bilhões de dólares em 2017. Em dezembro, comprou a empresa israelense de inteligência artificial Habana Labs por 2 bilhões de dólares.

Fonte: Exame

← População de Israel atinge 9,2 milhões no 72º Dia da Independência Ilan Goldfajn falará sobre como o Brasil sairá da crise econômica provocada pelo Coronavírus em live da Câmara Brasil - Israel →

Leave A Reply

Comments are closed