Johnson’s compra empresa que usa robótica para tratar câncer de pulmão

Johnson & Johnson fechou a compra da empresa de robôs cirúrgicos Auris Health por cerca de US$ 3,4 bilhões em dinheiro, acordo que entregaria à gigante do setor farmacêutico uma ferramenta de diagnóstico e tratamento do câncer de pulmão.

Segundo os termos do acordo, anunciado na quarta-feira, a J&J também poderia realizar pagamentos adicionais de até US$ 2,35 bilhões à Auris com base em metas, disseram as pessoas. A Auris, uma empresa de capital fechado comandada pelo veterano do setor Fred Moll, desenvolveu sondas cirúrgicas robóticas operadas com um dispositivo portátil que são conduzidas para dentro dos pulmões dos pacientes para identificar tumores cancerígenos.

A Auris fará parte da divisão de aparelhos médicos da J&J. Maior fabricante de produtos de saúde do mundo, a J&J também é dona de uma empresa de cirurgia robótica chamada Verb Surgical, formada no fim de 2015 com a Verily Life Sciences, que faz parte da empresa controladora do Google, a Alphabet.

“O que estamos tentando de fato é reunir essa comunidade de especialistas em robótica de classe mundial”, disse Ashley McEvoy, presidente da unidade de aparelhos médicos da J&J. A Bloomberg tinha noticiado em janeiro que a J&J estava tentando adquirir a Auris.

Moll se unirá à J&J quando o negócio for fechado, o que deverá ocorrer até o fim do segundo trimestre. Ele fundou a Intuitive Surgical, pioneira em ferramentas de cirurgia laparoscópica robótica, avaliada em cerca de US$ 60 bilhões.

“A Auris se tornará uma concorrente mais formidável, dada a vantagem da escala comercial da JNJ”, disse Vijay Kumar, analista da Evercore-ISI.

Os negócios estão esquentando no setor de tecnologia médica em um momento em que as fabricantes de aparelhos buscam produtos inovadores para estimular o crescimento. Em dezembro, a Medtronic fechou a compra da Mazor Robotics, uma empresa israelense cujos produtos assistidos por robôs auxiliam em cirurgias de coluna e cérebro, por US$ 1,7 bilhão. A rodada de financiamento mais recente da Auris avaliou a empresa com sede em Redwood City, na Califórnia, em cerca de US$ 2 bilhões.

Empresas médicas de todo o mundo estão correndo para desenvolver tecnologias que tornem as cirurgias mais seguras e menos invasivas. A Auris e uma subsidiária do negócio de aparelhos médicos da J&J fecharam uma parceria em maio do ano passado para desenvolver sistemas integrados para controle robótico, navegação e aplicação de ablação por micro-ondas por meio de broncoscópios.

A aquisição da Auris ajudará a J&J a desenvolver ferramentas digitais para diagnóstico e intervenção em estágio inicial de câncer de pulmão, área na qual a empresa vem se concentrando cada vez mais.

“O foco da nossa equipe de câncer de pulmão tem sido realmente conseguir acesso precoce e visibilidade da doença mais cedo para diagnosticá-la, possibilitando, portanto, o tratamento adequado”, disse McEvoy.

As ferramentas da Auris podem permitir que o câncer de pulmão seja diagnosticado antes porque conseguem chegar mais longe no pulmão para realizar uma biópsia minimamente invasiva. A gigante da saúde analisará opções para tratamento de câncer de pulmão em estágio inicial com essas ferramentas.

A J&J foi assessorada pelo JPMorgan Chase e a Auris trabalhou com o Centerview Partners.

Fonte: Exame

← Conheça as startups mais valiosas de Israel Israel lança primeira nave espacial privada com destino à Lua →

Leave A Reply

Comments are closed