McDonald’s compra empresa de inteligência artificial por US$ 300 milhões

Newsletter 28 Mar 2019

O McDonald’s acaba de pular do Big Mac para o Big Data. A rede de fast food anunciou, na segunda-feira (25), que irá comprar a startup israelense de Big Data Dynamic Yield. É a maior aquisição da gigante nos últimos 20 anos, por um valor estimado em US$ 300 milhões.

O intuito da compra é utilizar a tecnologia de análise de dados para incrementar as vendas de uma gigante de fast food que luta para manter o interesse em seus produtos em meio a uma mudança de hábitos alimentares, principalmente nos EUA.

Com experiência online no nível Amazon, a Dynamic Yield permitirá que o McDonald’s crie menus personalizados para uma experiência de Drive Thru totalmente digitalizada. As sugestões do cardápio podem mudar de acordo com o clima, o nível de trânsito e o histórico de compras do cliente, por exemplo.

A ideia é transformar o McDonald’s em “uma das primeiras empresas a integrar decisões baseadas em tecnologia a pontos de venda de tijolo”, diz a empresa em um press release. “Com essa aquisição, estamos expandindo tanto a nossa capacidade de aumentar sua participação no nosso futuro como a velocidade com que implementamos nossa visão criativa em experiência personalizada aos nossos clientes”, disse na nota o CEO do McDonald’s, Steve Easterbrook.

Serviços como quiosques self-service e o aplicativo próprio da rede também deverão receber a tecnologia da startup, que tem entre seus clientes outras grandes varejistas, como Sephora e Ikea.

À Wired, o CEO disse que há planos de integrar a tecnologia a toda a cadeia da empresa. Equipamentos da cozinha dos restaurantes poderão informar em tempo real a cadeia de suprimentos para aumentar velocidade e eficiência, além de diminuir desperdício.

De acordo com a empresa, já foram realizados testes em diversos restaurantes nos EUA em 2018. O plano é lançar no país inteiro em 2019 e, posteriormente, expandir para mercados internacionais.

← Empresa israelense apresenta tecnologia de proteção de fardos no Congresso Brasileiro do Algodão Brasileiro importa metodologia de Israel para competir com consultorias tradicionais no mercado brasileiro →

Leave A Reply

Comments are closed