Rio ganha centro de incentivo à inovação e ao empreendedorismo

Inovção 25 Ago 2017
Rio ganha centro de incentivo à inovação e ao empreendedorismo

abpi.empauta.com
Brasília, 24 de agosto de 2017
G1 – Globo | BR
Inovação


Oito, em Ipanema, abrigará novas empresas para desenvolver soluções inovadoras em diversas áreas.
Edital para seleção de startups já está disponível

Oito tem espaço para que startups trabalhem em regime de coworking

Oi Futuro 2

(Foto: Divulgação/Oito)

O Rio de Janeiro ganhou nesta quinta-feira (24) um novo espaço voltado para o incentivo ao empreendedorismo e à inovação: o Oito vai atuar no desenvolvimento de novas empresas (startups), na aceleração de startups mais maduras e na pesquisa de desenvolvimento da internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

O Oito funciona no prédio que abrigava o Oi Futuro, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, e terá espaço para que os novos empreendedores trabalhem conjuntamente (coworking), com apoio nas áreas gerencial, jurídica, financeira e de comunicação. A coordenação técnica do projeto ficará a cargo do Gênesis, instituto de empreendedorismo da PUC-Rio.

Segundo o diretor financeiro da Oi, Carlos Brandão, a ideia principal é que o Oito seja um espaço para integrar
inovação e colaboração. Entre as áreas de interesse a serem incentivadas, estão soluções para a internet das coisas, serviços de saúde e de educação, publicidade digital, soluções de eficiência e produtividade e projetos voltados para a informatização de centros urbanos (smart cities).

Empreendedores interessados em apresentar projetos devem se cadastrar no site do Oito até 15 de outubro.

Os projetos selecionados receberão, a partir do início de 2018, aporte financeiro de até R$ 150 mil, capacitação em negócios, espaço de trabalho e mentoria de executivos da Oi e de empresas parceiras, que inclui pesos-pesados do setor de tecnologia como Nokia, IBM e Oracle.

Para a seleção de um projeto, a equipe do Oito levará em conta aspectos como o grau de inovação tecnológica, o potencial de mercado, a qualificação da equipe envolvida e o estágio de desenvolvimento da ideia.

As seis que apresentarem melhor performance serão selecionadas para iniciar o processo de incubação, que terá duração de 12 meses.

Além dos projetos selecionados através do Programa de Incubação, o Oito também terá espaço para empresas residentes, que dividirão o espaço de coworking com as incubadas.

A área de coworking do Oito abrigará um andar com 78 posições de trabalho: 68 para empresas incubadas, residentes e negócios sociais e mais dez assentos para convidados, que poderão ser ocupados de forma rotativa.

O Oito investirá ainda em aceleração tecnológica, por meio do laboratório de testes e soluções de Internet das Coisas, criado pela Oi em parceria com a Nokia. Toda a estrutura, localizada no Leme, no Rio de Janeiro, poderá ser usada por desenvolvedores das empresas selecionadas além de também estar aberto ao mercado.

Oi Futuro

Oito funciona no prédio que abrigava o Oi Futuro, em Ipanema (Foto: Divulgação/Renata Mello)
Oi Rio de Janeiro

 

Fontes: Baguete.com.br (Julia Merker) e abpi.empauta.com

← A capital do Vale do Silício tem cultura de inovação sem paralelo YouTube abre espaço para gravação e profissionalização de youtubers no Rio →

Leave A Reply

Comments are closed