Superbac fornece soluções de biotecnologia em Israel

Newsletter 09 Set 2020

A Superbac, empresa brasileira especializada em soluções biotecnológicas, iniciou sua trajetória no tratamento de efluentes em Israel em 2016. Desde então, mais de 10 empresas de tratamento de efluentes já usaram as soluções oferecidas pela marca no país.

Em um caso recente a Superbac tinha como missão manter a estabilidade de degradação da DBO – demanda bioquímica de oxigênio com o aumento de vazão de uma estação de tratamento de efluentes em Jerusalém. “Por conta do aumento de vazão, era esperada uma queda na taxa de oxigenação do sistema e consequente queda na eficiência total do sistema para degradação de carga orgânica”, conta Monique Zorzim, gerente técnica da Superbac.

Como a legislação israelense é muito rígida, os responsáveis pela ETE optaram por utilizar as soluções biotecnológicas em uma das linhas como forma de avaliação de uma possível manutenção de eficiência em degradação de carga orgânica, sem qualquer alteração física no sistema de tratamento.

A ETE recebe parte do esgoto gerado em Jerusalém e é composta por lagoas aeradas e facultativas, divididas em duas linhas. A primeira recebe cerca de 60% da vazão diária de efluentes, com a DBO média de saída final de 30 mg/L.

Para reduzir a DBO e aumentar a vazão, a equipe da Superbac iniciou a aplicação da solução biotecnológica em uma das linhas, gerando a redução dos parâmetros da DBO, que caiu 40%. Já na vazão o aumento foi de 7%.

Como resultado, a linha que recebeu o tratamento biotecnológico obteve valores absolutos médios de DBO de 40 mg/L. A que não recebeu o tratamento teve um resultado de 57 mg/L. Já a vazão média aumentou de 25.652 m³/dia para 27.441 m³/dia no período compreendido em cinco meses do tratamento biotecnológico.

Com pouco mais de 9 milhões de habitantes, Israel é um país que sempre lutou contra a seca devido à escassez de água característica da região. Com isso, definiu, muito cedo, políticas de reúso de água e, para melhor reaproveitamento, coleta 91% do esgoto e reaproveita 80% desse volume. Só na agricultura 45% da água utilizada na irrigação das culturas tem origem no reúso.

Fonte: ARANDA

← Startup israelense quer usar ferramentas de edição de genes para melhorar as sementes de Cannabis Business Opportunities from Israel →

Leave A Reply

Leave A Reply